Agosto chegou.

Agosto chegou.
Com muitas bênçãos!

21 de ago de 2016

A Formiguinha Kalu e a Menininha Joana


Era uma vez...

... um Reino bem distante onde as pessoas amavam os animais de tal maneira que não matavam nem mesmo uma formiguinha. 

Eles não saíam às ruas durante a noite com medo de pisarem em alguma delas pois são muito pequenininhas e a luz da noite não é suficiente para enxergá-las.

Durante o dia quando saíam,era com o maior cuidado a fim de não machucá-las nem matá-las.

Um dia uma menininha chamada Joana foi passar as férias no Reino e achou que tudo aquilo era besteira das pessoas e que ela iria matar muitas e muitas formiguinhas que encontrasse no seu caminho. 

Quando ela saiu para passear as suas amiguinhas recomendavam para que não pisasse nas formiguinhas e ela obedecia mas ficava pensando:

- Quando eu sair sozinha eu vou matar muitas e muitas....e sorria baixinho.

As amiguinhas perguntavam;

- Do que você está sorrindo Joana?

Ao que ela respondia:

- Não é nada importante ; foi uma lembrança que tive da minha família, só isso.

Numa certa manhã bem ensolarada, Joana levantou cedinho pensando em sair sozinha para matar as formiguinhas , mas as formiguinhas daquele Reino sabiam ler o pensamento das pessoas e já sabiam da intenção da menina. 

Kalu, uma formiguinha bem vermelhinha chamou todas as outras e disse:
- Vamos esperar que a menininha maldosa venha para fora de casa e nós vamos atacá-la apenas para assustá-la, Nenhuma de nós vai lhe fazer mal algum, certo?!

- Ceeerrtoooo!! 
Responderam as formiguinhas!!

Quando Joana saiu à rua, havia milhões e milhões de formiguinhas que correram para cima dela, e a menina com muito medo, correu...correu...e se jogou dentro do riacho pois sabia que ali elas não entrariam.

Passado alguns momentos as formiguinhas retornaram aos seus trabalhos e a menina assustada retornou para casa,toda molhada. 

Em casa ela apenas disse que havia escorregado e caído no riacho mas não falou nada sobre as formiguinhas, ficou com medo de ser repreendida pelas amiguinhas.

Nunca mais Joana pensou em maltratar as laboriosas formiguinhas, e acabou tornando-se amigona de todas elas, principalmente da kalu,uma bem vermelhinha que se mostrou bem mais esperta e mais amiga do que a menina Joana.

Nós não devemos maltratar os animais de maneira alguma porque eles têm sentimentos e também sofrem.

Quando um animal é maltratado os anjinhos ficam tristes, o céu escurece e Papai do Céu fica muito preocupado.

Os animais são criaturas criadas por Deus e Ele confia que cuidaremos deles com carinho, jamais maltratando-os.

Vamos cooperar com a criação do Papai do Céu cuidando e defendendo os animais!!


Trabalhando: 
O Respeito aos Animais, A Bondade.

*soninha*

beijinhos de luz...

Lindo de se ver...


beijinhos de luz!

A Bonequinha da Mariinha


A vovó da Mariinha,muito cuidadosa com a menina,assim que ela ficou boa do seu dodói, lhe mandou de presente uma bonequinha muito parecida com a menina.

Quando a garotinha abriu a caixa do presente e olhou para a boneca,deu um gritinho e falou:

- Mamãe...mamãe...como foi que a vovó conseguiu uma bonequinha tão parecida comigo?

- A sua mãezinha correu para a filha e lhe respondeu:

- Não sei filhinha, mas nós vamos descobrir,está bem? 

- Você ficou chateada porque a boneca se parece com você?

- Não mamãe; eu achei muito legal, respondeu Mariinha.

No dia seguinte mãe e filha foram visitar a vozinha e saber como ela conseguiu aquela bonequinha tão parecida com a menina.

Quando chegaram na casa da vozinha ela estava tomando o seu café quentinho e ficou muito feliz com aquelas visitinhas tão cedo...

Indagada sobre a boneca,a vozinha disse que foi uma mágica que ela fez.

- Mas a senhora não sabe fazer magicas vozinha,não minta! falou a menina

- Hahahahahah!!! sorria a vozinha e dizia:- foi mágica sim! hahahhaha!!!

Mãe e filha,vendo que a vozinha não iria dizer como havia conseguido uma boneca tão parecida com a menina,foram embora enquanto a velhinha arrastando os seus chinelinhos pela casa, arrumando as suas coisinhas,cantarolava:

- Eu sou uma bruxa do bem...sei fazer mágicas...não faço mal a ninguém!

- Eu sou...eu sou...uma bruxinha do bemmmmmmm....hahahhaha!!!

Até hoje mãe e filha não sabem como a vozinha conseguiu aquela boneca enquanto ela jura que foi ela quem fez a mágica....(rs)...(rs)...


*soninha*

beijinhos de luz!

Criança diverte sua mãe ao encontrar novo uso para absorventes


Os poderes absorventes dos protetores íntimos podem ter diversos usos alternativos, mas uma adorável menina acaba de adicionar mais um à lista.

Quando Hazel Hulse tirou da caixa os sapatos novos que sua filha Sophia usaria para ir à escola, ela encontrou dois protetores íntimos embaixo deles.


A mãe, de 34 anos, perguntou a Sophia o que eles estavam fazendo ali, e ouviu a seguinte resposta: “Mamãe, são palmilhas! Elas deixam os sapatos mais confortáveis. Você é tão boba!”

Hazel, de Kintore, região de Aberdeenshire, Escócia, disse ao Daily Mail: “Eu comprei sapatos novos para o primeiro dia de aula. Na noite da sexta-feira nós tivemos um tempo livre, então quis me assegurar de que tudo estava pronto.”

“Sophia tinha suas canetas, estojo, e estávamos experimentando o novo uniforme quando eu fui verificar os sapatos também.”

“Abri a caixa, tirei os sapatos, e foi aí que notei os absorventes. Um sob cada sapato.”

“Ela realmente pensou que eu estava sendo boba por não reconhecê-los ou saber para que eram usados.”

Ela acrescentou: “Ela mexeu no armário do banheiro para pegá-los e ia usá-los. Foi muita sorte eu ter checado antes, ou ela teria ido para a escola com os absorventes no sapato.”

Parece que Sophia é muito criativa e econômica. Afinal, quem precisa de palmilhas caras quando podemos substituí-las por protetores íntimos?

18 de ago de 2016

Dia da Árvore no Paquistão


Esse dia serve para conscientizar a todos que:

- Com as árvores a qualidade do ar é melhor, e nas grandes cidades a poluição diminui.

- Atuam como moradia para várias espécies de pássaros.

- As frutíferas proveem de alimentos para os seres humanos e espécies animais.

- A sombra gerada por elas favorecem a redução da temperatura em praças, parques e etc.

- Em dias secos, as árvores ajudam a umidificar o ar.

- Podem evitar a erosão do solo, em terrenos íngremes.

- Ajudam a produzir o oxigênio que nos mantem vivos.

Objetivos da Data

– Explicar para as pessoas a importância das árvores para o meio ambiente e como a qualidade de vida melhora com a ajuda das árvores.

– Impulsionar a todos uma cultura de preservação ambiental.

– Criar projetos de reflorestamento, visando aumentar a arborização.

– Incentivar o combate à exploração ilegal das árvores.

– Valorização do meio ambiente.

– Sensibilizar a população sobre como é importante a preservação das árvores.


ÁRVORES ARANHA DO PAQUISTÃO

Em julho de 2010 a região denominada Sindh do Paquistão foi inundada.

Desde então, as águas ainda não baixaram totalmente, o que provocou uma população anormal de mosquitos que incomodam e transmitem doenças à população.


Aproveitando a ocorrência do fenômeno, as aranhas teceram gigantescas teias em torno das árvores remanescentes no intuito de capturar os mosquitos. Os moradores do vilarejo também se beneficiaram desta estratégia da natureza, que vem ajudando a controlar a população de mosquitos, em especial os que transmitem a Malária.


17 de ago de 2016

Um Dia Muito Gostoso: "Dia do Pão de Queijo"


Hummm... Quem resiste a um delicioso pão de queijo quentinho, feito na hora? O pão de queijo com certeza é um dos salgados mais queridos pelo brasileiro e esse sentimento é tão grande que foi até inventada uma data comemorativa para ele. No dia 17 de agosto, comemora-se oficialmente, o Dia do Pão de Queijo. E mesmo que haja divergências sobre quando surgiu essa paixão nacional, os mineiros garantem que essa história de amor já existe há mais de meio século.

Reza a lenda que algo parecido com pão de queijo começou a ser fabricado pelos escravos no século XIX, quando a oferta de ovos, leites e queijo era bastante grande na região de Minas. Porém, na época, a qualidade da farinha utilizada deixava a desejar e fazia com que o pão não ficasse tão bom quanto o que conhecemos hoje.


Ao longo das décadas e após diversas experiências, as cozinheiras da região descobriram que substituir a farinha comum por polvilho era uma ótima opção e foi a partir desse aperfeiçoamento da receita que ele caiu no gosto dos brasileiros - e dos gringos.

Famoso por ter as melhores receitas do pão, o Estado de Minas Gerais é reconhecido internacionalmente por fabricar os típicos (e imbatíveis) pães de queijo. Tamanha popularidade resultou em empresas milionárias especializadas na fabricação, comercialização e até exportação da iguaria.

E como em time que está jogando se mexe sim, a fórmula passou por diversas reformulações. Hoje, existem variações como o pão de queijo baiano, o pão de queijo com recheios (que podem ser doces ou salgados) e até pão de queijo light, à base de soja.


Pão de Queijo Tradicional

Você precisa de:
5 ovos
1 xícara de óleo
1 xícara de leite
1 xícara de água
1Kg de polvilho azedo
1 colher de chá de sal
1 prato fundo de queijo ralado


Modo de Preparo:

- Esquente o leite juntamente com o óleo. 

- Em outro recipiente, misture o polvilho com o sal e um pouco de água, até que vire uma espécie de farelo. 

- Despeje aos poucos o preparado de leite com óleo no farelo, amasse e adicione os ovos. 

- Coloque um pouco mais de leite até que a massa fique com uma consistência boa, sem estar grudenta demais. Junte o queijo e faça bolinhas com as mãos. 

- Coloque-as em uma forma untada e leve ao forno pré-aquecido por, aproximadamente, 30 minutos.

13 de ago de 2016

Dia Mundial do Canhoto


Comemorado desde a década de 70, em 1992, o dia 13 de Agosto, foi considerado como o Dia Internacional dos Canhotos. A comemoração deste dia tem sido uma forma de chamar a atenção para as pessoas que têm a mão esquerda como dominante e principalmente para não serem discriminadas num mundo em a grande maioria da população usa a mão direita – os destros.

Essencialmente, o objetivo foi o de desmistificar o uso da mão esquerda para tarefas habitualmente realizadas com a direita. Segundo os estudos cerca de 90% da população é destra e atualmente existem mais jovens canhotos do que idosos canhotos. Possivelmente porque antes os canhotos eram discriminados pela sociedade e, portanto, castigados até “corrigir” o que era considerado um “erro”. Felizmente, o estigma foi-se dissipando.

Eventuais dificuldades encontradas pelos canhotos podem são ultrapassadas com utensílios próprios e comercializados para o esquerdino.

Para escrever, por exemplo, é frequente um canhoto entortar a mão e deitar-se em cima da mesa para conseguir ler enquanto escreve. Já quando se sentam à mesa, um dos primeiros gestos é trocar os talheres. A maior dificuldade surge com a faca de peixe e com as tesouras, o uso das tesouras e alicates de corte estão claramente concebidos para os destros e continua a não ser fácil usar esses utensílios.

Essas dificuldades enfrentadas pelos canhotos começam ainda na infância, quando alguns pais obrigam os filhos a escrever com a mão direita. A psicologia salienta a possibilidade de ocorrência de sérios problemas de aprendizagem para casos como esses. Até mesmo a rotina diária de um canhoto pode se mostrar uma tarefa complexa. O canhoto terá de aprender a mudar a velocidade do carro com a mão direita, e não com a esquerda, que seria seu primeiro impulso. Em casos mais graves, acidentes de trabalho em função da necessidade de adaptação a máquinas e instrumentos originalmente projetados para destros. O uso do computador também fica prejudicado, já que os números e as setas direcionais do teclado do computador estão todas no lado direito. Até maçanetas são projetadas para destros.

O cérebro divide-se em dois hemisférios – direito e esquerdo – e cada um controla os movimentos da parte oposta do corpo. Ou seja, os gestos que fazemos com a mão esquerda, o pé esquerdo e o olho esquerdo são controlados pelo hemisfério direito, enquanto os movimentos do lado direito do corpo são controlados pelo hemisfério esquerdo. Assim sendo, uma vez que a maioria das pessoas é destra o hemisfério que predomina é o esquerdo. Nos indivíduos canhotos é o hemisfério direito que lidera.

São vários os estudos que indicam que os canhotos pensam mais rápido quando praticam determinadas atividades como: conduzir, jogos de computador ou praticam desporto. Pesquisas recentes referem que os canhotos têm uma ligeira vantagem de pensamento em relação aos destros, o que seria explicado pelo fato de os destros utilizarem apenas um hemisfério (o direito) para processar a linguagem e muitos canhotos usarem os dois hemisférios, esta vantagem é visível em várias atividades. O uso de ambos os hemisférios, torna o indivíduo mais imaginativo, mais capaz de resolver questões difíceis do seu dia-a-dia e há mesmo investigadores que afirmam que os canhotos têm uma visão diferente do mundo ou que são mais suscetíveis a uma série de problemas de saúde.

Uma das razões para que se tenha desmistificado o facto de ser canhoto, foi o de se ter passado a associar esta característica a nomes sonantes que são ou foram canhotos. Exemplos de canhotos famosos são: Albert Einstein, Alexandre o Grande, Ayrton Senna, Bill Gates, Charlie Chaplin, Gandhi, Leonardo da Vinci ou Beethoven, Paul McCartney, Pelé, entre outros.

12 de ago de 2016

Mosquitinho, Mosquitinho


Mosquitinho, mosquitinho
Não venha me picar
Eu sou pequenininho
E gosto de brincar!

Me disseram que você
É da dengue o transmissor
Eu não quero adoecer
Só desejo muito amor!

Mosquitinho, mosquitinho
Ó terrível mosquitinho
Lembre sempre que as crianças
Só precisam de carinho!

Se você não tem amor
Para nos oferecer
Porque, ó mosquitinho...
Quer nos adoecer?!

******
Senhores adultos, o combate ao mosquito da 
dengue é feito 365 dias ao ano. 

Estejam alertas! 
Ensinem as crianças a combaterem o mosquito
Criancinhas também adoecem...

******
*soninha*

beijinhos de luz!

O Touro e a Cabra

A arma do Covarde é a sombra que o oculta...

Certa vez, um Touro, fugindo da perseguição de um feroz Leão, se escondeu numa caverna que os pastores costumavam usar para abrigar seus rebanhos durante as tempestades ou ao cair da noite.

Ocorre que um desses animais, uma Cabra, que estava escondida na parte de trás da gruta, se achando dona do lugar, tão logo viu o Touro entrar, distraído que estava, extenuado e tentando se recuperar do tremendo susto que levara, aproveitando-se da situação, pelas costas, covardemente o atacou dando-lhe marradas com seus chifres.

Como o Leão ainda estava circulando em volta da entrada da gruta, o Touro teve que se submeter à aquela incompreensível agressão e injustificável insulto.

Então ele disse à Cabra em tom de alerta:

"Você não acredita que estou me submetendo, sem reagir, a esse injusto e covarde tratamento porque tenho medo de você não é? Mas, te prometo uma coisa, Quando o Leão for embora, aí sim, te colocarei no teu devido lugar, e acredite, disso tenho a mais absoluta certeza, te darei tamanha lição que, decerto dela, enquanto viveres, jamais irás esquecer..."

Moral da História:
Obter vantagem a partir da vulnerabilidade alheia 
é a mais pura expressão da maldade...

"Esopo"

beijinhos de luz!!

Dia Nacional das Artes


Beijinhos de luz!

Dia Nacional da Juventude


DNJ: a juventude em um dia de festa

O Dia Nacional da Juventude (DNJ) surgiu em 1985, durante o Ano Internacional da Juventude, promovido pela Organização das Nações Unidas. Estava evidente que a juventude precisava mobilizar-se e construir espaços de participação, para pensar e repensar uma nova sociedade.


Todos os anos organiza-se um dia de festa da juventude, sempre com um tema importante a ser debatido e trabalhado com grupos. Nos dizeres de Dalmo Coelho C. Filho, "a juventude brasileira é uma das parcelas mais sofridas da sociedade (a mais atingida pelo desemprego e pela violência), mas a alegria e a vontade de estar junto também são uma de suas marcas”.

O DNJ é o principal evento da Pastoral da Juventude e acontece em todo o país, em todos os estados. Foi pensado como um dia em mutirão, planejado antecipadamente, com a divisão de tarefas bem definida e uma boa avaliação ao final.

O período de existência do DNJ tem sido um tempo de discussões férteis entre os grupos de todo o Brasil, na intenção de promover o protagonismo juvenil, defender a vida da juventude, anunciar sinais de vida e denunciar sinais de morte.

A realização do DNJ acontece todos os anos no último domingo do mês de outubro, exceto em ano eleitoral, quando se antecipa ou a celebra em domingo posterior.

11 de ago de 2016

Dia do Estudante!


Parabéns a todos os estudantes!

9 de ago de 2016

A vovó tá que tá...


A vovó está preguiçosa 
Já não quer mais trabalhar
Quer ficar no "Facebook"
Dia e noite sem parar
Se ela põe feijão no fogo
Logo...logo vai queimar


Inda hoje a ouvi dizendo
Que sonhava em encontrar
Uma vassourinha mágica
Pra sua casa, ela limpar
Pouparia o seu trabalho
Só a poeira, pra espanar.


Não desgruda o "notebook"
Nem mesmo ao se deitar
Ela o leva para a cama
E começa a digitar
No silêncio, meia noite
Todos ficam a escutar


O que faço com a vovó?
Eu mesma, não sei não
Se eu ficar esperando
Só bebo café com pão
Já tomei uma atitude
Vou fazer meu macarrão!

*soninha*

beijinhos de luz

Dia Internacional dos Povos Indígenas


Em 09 de agosto, é comemorado o Dia Internacional dos Povos Indígenas. A criação da data comemorativa pela Organização das Nações Unidas (ONU) pretende garantir condições de existência minimamente dignas aos povos indígenas de todo o planeta, principalmente no que se refere aos seus direitos à autodeterminação de suas condições de vida e cultura, bem como a garantia aos direitos humanos.

A data foi criada por decreto da ONU em 09 de agosto de 1995, como resultado da atuação de representantes de povos indígenas de diversos locais do globo terrestre. Essa atuação visava criar condições para a interrupção dos ataques sofridos pelos povos indígenas em seus territórios, após mais de quinhentos anos da expansão das formas de sociabilidade impostas aos indígenas pelos povos de origem europeia, principalmente.

Após a publicação do decreto, foram constituídos grupos de trabalho para a elaboração de uma declaração da ONU sobre o tema. Em 29 de julho de 2006, o Conselho de Direitos Humanos da entidade internacional aprovou o texto da Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas. Um ano depois, em 13 de setembro de 2007, a Assembleia Geral da ONU aprovou a Declaração.

Um dos principais objetivos da declaração é garantir aos diversos povos indígenas do mundo a autodeterminação, sem que sejam forçados a tomar qualquer atitude contra a sua vontade, como expresso no artigo 3º: “Os povos indígenas têm direito à autodeterminação. Em virtude desse direito determinam livremente sua condição política e buscam livremente seu desenvolvimento econômico, social e cultural.”

no artigo 1º da Declaração é garantido às diversas etnias indígenas “o pleno desfrute de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais reconhecidos pela Carta das Nações Unidas, a Declaração Universal dos Direitos Humanos e o direito internacional dos direitos humanos.” Dessa forma, a ONU possibilita a equiparação dos direitos das etnias indígenas com os direitos que são garantidos pela entidade aos demais povos e etnias do mundo.

A publicação dessa declaração é um avanço para os povos indígenas, principalmente após o ataque generalizado que sofreram a mando das classes dominantes da Europa após o processo de expansão verificado com as grandes navegações, no século XV. A promulgação da Declaração é um apoio à resistência econômica, política, religiosa e cultural que as diversas etnias indígenas ainda mantêm.

No caso brasileiro, é um importante apoio aos cerca de 850 mil indígenas que habitam o território nacional, divididos em mais de 200 etnias, segundo o levantamento feito pelo Censo Demográfico do IBGE, realizado em 2010.

No Reino das Formiguinhas


No Reino das formiguinhas todos trabalham. 

Nenhuma formiguinha pode ficar descansando enquanto as outras estão trabalhando. 

As mamães, desde muito cedo, quando elas ainda estão pequeninas, começam a ensinar o que uma formiguinha deve fazer para sobreviver.

As mamães chamam as formiguinhas e dizem:

- Não andem pelas calçadas durante o dia porque o pé do humano não tem olhos e pode pisar em cima de vocês e matá-las.

- Não fiquem dormindo o tempo todo porque é preciso armazenar comida para os tempos de chuva.

- Não saiam à noite, mas se saírem tenham cuidado pois alguns humanos gostam de andar durante a madrugada.

- Não saiam se estiver chovendo pois a enxurrada pode carregá-las para bem distante.

- Não entrem em açucareiros pois, se fecharem, vocês ficarão aprisionadas dentro dele.

- Sejam boazinhas e respeitem as coisas dos outros para que sejam respeitadas.

- Não se esqueçam, jamais, que o trabalho é a fonte da vida e deve ser muito, muito valorizado!

As formiguinhas atentas seguem os conselhos das mãezinhas e vivem muito felizes. .

Quando terminam de trabalhar as formiguinhas, com o consentimento da mamãe, vão para os parque onde acontecem os piquiniques dos humanos e começam a saborear as migalhinhas das guloseimas que caem por entre as folhinhas da relva.

- Ah! é uma delícia! dizem as formiguinhas enquanto se deleitam com aquelas maravilhas.

É bem gostosa a vida das formiguinhas, principalmente se elas escutam e obedecem os conselhos da sua mãezinha.

E assim também deve ser com as criancinhas, Elas devem obedecer os conselhos da mãezinha e assim estarão seguras pois as suas mãezinhas somente desejam tudo de bom para elas.

*soninha*

beijinhos de luz!

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!